Aluguel de pessoas: Pessoas que pagam pessoas para desenvolver papéis nas suas vidas

Aluguel de pessoas: Pessoas que pagam pessoas para desenvolver papéis nas suas vidas

Apesar do Japão ser um país extremamente desenvolvido, com cada vez mais tecnologias, ele é um país carente. Você pode até estar duvidando do que estamos falando, mas essa carência é no sentido puramente emocional. Descubra abaixo por quê.

Para ter noção no Japão o índice de divórcio é bem grande. Cada vez mais tem gente ficando sozinha por tonar-se solteiro(a) e o pior é que isso vai passando para as futuras gerações pois os filhos frutos desses relacionamentos acabam não convivendo com os pais.

Produtos que prometem acabar com a carência




Mas isso pro mercado foi uma oportunidade pra lançar produtos específicos e voltados para esse público alvo carente como por exemplo os travesseiros e almofadas que abraçam para essas pessoas se sentirem acolhidas, aplicativos que simulam conversar no whatsapp e até áudios de conversas com alguém. Tem até bonecos com tamanho real de um ser humano, que falam, se mechem, piscam e são feitos de silicone para aproximar-se ao máximo de uma pele humana. Estes chegam a ter características que você pode definir antes de comprá-los, como tipo de voz, se é suave ou não, cor do cabelo se é loiro, moreno ruivo, tamanhos dos órgaos sexuais, cor da pele e dos olhos e muitas outros tipos de personalizações. Grande maioria dessas bonecos que tem na opção do sexo feminino ou masculino, são usados para fins sexuais. Mas há ainda muitas pessoas que encomenda-os pelo simples fato de poderem criar laços afetivos com ele e não se sentirem por exemplo sozinhas em casa.

Alugar pessoas: Isso é possível !




Mas a estranheza pra nossa cultura não para por aí. O mercado que é voltado para esse publico carente emocionalmente é vasto e não fica só nisso. Agora além de poder comprar bonecos, no Japão você ainda pode alugar seres humanos para desempenharem algum papel social na sua vida. A Agencia Family Romance, do proprietário Yuichi Ishii é um exemplo disso. com cerca de 2,2 mil funcionários que permitem-se serem alugados por outras pessoas.

Em uma entrevista para a BBC, o proprietário que incluisive também é objeto de comercialização da sua pessoa afirma que sua empresa aluga pessoas para interpretar vários papeis, desde amigos, parentes, para várias situações como até Maridos. Segundo ele não é incluso no trabalho beijo ou sexo. Mas já passou por situações embaraçosas. O proprietário mesmo contou que várias vezes é alugado para ser marido e pai e que muitas crianças se apegam a ele acreditando de fato serem filhos. Ele diz que infelizmente é pago pra sustentar a mentira e que contar a verdade é uma questão da “esposa” contratante.

Segundo o dono da agência ele cria tantos personagens e tem tantos clientes que já inclusive se confundiu em saber quem ele é realmente. Ele que leva o trabalho tão a sério afirma mudar características psicológicas e até físicas como tom da voz, risada, palavreado e preferências para atender a demanda da clientela. Ainda conta que dorme só três horas por dia para conseguir cumprir a programação e necessidades dos mesmos.



Frustrado com a realidade humana ele ainda afirmou que quando alguém aluga uma pessoa é porque não consegue de alguma forma conquistar determinado relacionamento na vida real.

E você o que achou disso? Teria vontade de alugar uma pessoa para desempenhar algum papel na sua vida?

Deixe um comentário